1.7.11

Esta de foderem o subsídio de Natal à malta revela grande sensibilidade social e um sinal inequívoco de que o Governo está do lado dos mais necessitados.
Afinal, o tal "imposto especial" destina-se a suportar a eliminação da taxa social única, para aliviar a sobrecarga dos pobres dos empresários, que reconhecidamente vivem momentos de grandes dificuldades.
Até ouvi dizer que alguns agora têm de andar de BMW em vez de Ferrari. E até, pasmem-se, alguns deles sentem já dificuldades em coisas tão simples como pagar ao jardineiro e as próprias mudas de água da piscina!
É injusto, não acham?
E aliás, justifica plenamente os sucessivos atrasos no pagamento dos salários, bem como os subsídios de férias e de Natal que vão ficando esquecidos em virtude das dificuldades.
Estão tão mal que nem conseguem meter dinheiro na Suíça!
O que lhes vale é que conseguem manter as empresas a laborar após anos a fio de prejuízo....

5 comentários:

Imperator disse...

é a merda do costume, o povo é rico e precisa de ser aliviado na sua... fortuna...

coitadinhos dos senhores donos dos BM's que passam fome e têm de pedir apoios sociais aos trabalhadores

corja de chulos apre!

Teonanizi disse...

Eu aproveito para me colocar à disposição de uma organização subversiva que queira meter estes filhos da puta a ferro e fogo!

Teté disse...

Comoveste-me com a "pobre" e sacrificada vida triste dos empresários. Se é para os aliviar da crise, coitados, porque não tirar o pão desses chulos dos trabalhadores, que não querem é fazer nenhum e ganham mundos e fundos? Muito bem perspectivado da parte destes novos galos no poleiro... :P

E por acaso esta medida devia ser aplicada em duplicado a quem não foi votar, e que assim colaborou passivamente a pôr lá estes gajos!

Vício disse...

tenho pena deles, sem duvida!
eu digo isto porque até à data ainda não tive problemas com o jardineiro nem com piscina...

Malena disse...

Estou farta de chorar com pena... ;)