11.4.11

No tempo em que os políticos não faziam gala de oferecer o cu (deles e dos contribuintes) aos vampiros do economicismo, havia ainda a possibilidade de a humanidade ser libertada do trabalho por via do progresso tecnológico, facto que por sua vez nos conduziria a um avanço civilizacional, refreando assim o egoísmo demencial da estúpida "criação" humana.

Mas não!

Quem manda nesta merda são esses chulos de fato e gravata que tiram cursos de economia. Essa gente asquerosa capaz de tirar a refeição da boca de uma criança para não perderem 0,01 cêntimos. Porque o que importa são os números e não as pessoas.

E é melhor ficar por aqui, que já estou a ficar nervoso.

Mas que gostaria de estrangular um desses montes de esterco com as minhas próprias mãos...

6 comentários:

Teté disse...

E valia a pena? Apareciam logo 20 ou 30 para substituir o estrangulado... ;)

Teonanizi disse...

Aí é que te enganas, Teté!
Hoje um, amanhã outro e depois outros... não sei se restariam tantos candidatos assim.

Teonanizi disse...

Quem me dera ser o homem mais rico do mndo para gastar o dinheiro a eliminar a merda humana...

Teonanizi disse...

Garanto-te que eles começariam a esbanjar a fortuna em segurança.
Que em nada lhes valeria, também garanto...

Imperator disse...

é pá... vais ter de te meter na fila... que parece-me que ela é bem longa e a vontade de afiambrar os tipos ainda maior

eu já estou como um outro tipo que andava por aí que dizia, eles que venham, que não tenho medo de ninguém (e já comprei uns bons pacotes de vaselina que esta merda pode doer .._..)

Circe disse...

Teo, percebi a indirecta: vou já arranjar-te um par de luvas para poderes pôr a mão na massa, perdão, no esterco.